Divulgação Virtual

Este Blog destina-se divulgaçao de CDs e DVDs,Shows e Eventos e novidades do meio musical

Subscribe
Youtube
Heart


Dilma pede aumento da velocidade mínima de 600 kbps para 1 mbps


A definição do que é ou não é "banda larga" parece ter encontrado mais uma opinião. Em meio às discussões do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), a presidente Dilma Rousseff enviou orientação ao ministro das Comunicações Paulo Bernardo, exigindo que em vez dos 600 kbps previstos, o PNBL exigisse uma conexão mínima de 1 mbps (1000 kbps).

Pedido foi feito antes da visita de Bono e a viagem á China. (Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência)

Pedido foi feito antes da visita de Bono e a viagem à China (Foto: Roberto Stuckert Filho/Presidência)

A informação, publicada na Folha de São Paulo de ontem, mostra um interesse em, praticamente, dobrar a velocidade do plano de acesso popular do governo. O que poderia provocar um atraso de três meses na implantação do plano.

Segundo o planejamento atual, o valor da mensalidade seria de 35 reais, nos estados que abriram mão da cobrança do ICMS o valor seria inferior a 30 reais.

Um megabit por segundo parece um valor decente para acesso básico à Internet - afinal de contas, o governo não deve ter interesse em aumentar o tráfego de arquivos em redes Torrent no país -, mas dependendo do lugar ou órgão, a velocidade mínima da banda larga é outro. Segundo a União Internacional de Telecomunicações, a velocidade mínima é de 1,5 ou 2 mbps, já para o órgão de telecomunicações norte-americano, o valor seria de 4 mbps. A Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico por sua vez define a velocidade mínima como sendo de 256 kbps.

Seja rápido ou insuficiente, resta saber se as operadoras locais terão estrutura para oferecer um acesso estável e eficiente, popularizando assim a Internet de verdade no país, objetivo maior do plano.

0 comentários:

Postar um comentário